Não Progredimos - Comitê decide manter Itaúna na Onda Amarela!

Por Publicado em:30/07/2021 | Atualizado em:29/11/-0001 117

Aumento na ocupação de leitos levou Prefeitura a não confirmar progressão anunciada pelo Estado

Os técnicos do Minas Consciente publicaram na quinta-feira, 29, que a macrorregião Oeste progrediu para a Onda Verde, o que levou à informação de que Itaúna também estaria nesta situação. Porém, na sexta-feira, 30, o MC publicou o relatório com os dados e as classificações das microrregiões e a de Itaúna, que é composta ainda pelas cidades de Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema, permanecia na Onda Amarela. Mesmo com a melhora nos demais índices, a questão da ocupação de leitos, tanto de UTI quanto de Enfermaria, para tratamento da Covid, não permitiu o avanço. Assim, a Prefeitura de Itaúna, analisando a situação, decidiu por manter a cidade na Onda Amarela, já que poderia optar.
E no início da tarde de ontem, a assessoria da Prefeitura enviou informação à imprensa com o seguinte conteúdo: “De acordo com o Programa Minas Consciente, a macrorregião Oeste avançou para a ‘Onda Verde’, e a microrregião que compreende as cidades de Itaúna, Itaguara, Itatiaiuçu e Piracema, foi classificada na “Onda Amarela”. A Prefeitura de Itaúna informa que o Município seguirá a “Onda Amarela”. Mesmo com índices de casos confirmados e mortalidade proporcionais menores, houve um relativo aumento das taxas de ocupação de leitos hospitalares, o que ressalta a importância de a população seguir os cuidados necessários de higiene bem como o uso correto da máscara.
Todos os empreendedores do comércio e dos setores de eventos, em especial de bares, restaurantes e casas de shows, também têm participação fundamental para que as regras sejam cumpridas e assim possamos evitar um aumento da transmissão da doença, com consequente elevação da ocupação de leitos do Hospital e, consequentemente, retrocesso na flexibilização da atividade econômica do Município.” Portanto Itaúna continua na Onda Amarela, pelo menos por mais sete dias.

Compartilhe esta notícia