DESTAQUE - IMP de Itaúna com boa avaliação

Por Publicado em:08/10/2021 | Atualizado em:29/11/-0001 37

Ministério do Trabalho e Previdência deu cinco notas “A” e duas “B” para o instituto itaunense

O Ministério do Trabalho e Previdência – MTP divulgou recentemente a avaliação feita aos institutos de previdência e o IMP de Itaúna recebeu excelentes notas, alcançando o grau máximo em 5 dos 7 quesitos avaliados. Conforme o diretor do instituto, Heli Maia, “em primeiro lugar é preciso esclarecer que nos municípios, incluindo Itaúna, existem o regime geral de previdência social (INSS) e os regimes próprios de previdência social, que aqui recebe a denominação de IMP. Os servidores da Prefeitura, Câmara e SAAE que não são concursados são segurados do INSS e os que prestaram concurso, ou seja, efetivos, são segurados pelo Instituto Municipal de Previdência dos Servidores Públicos, IMP”.

O dirigente destacou ainda que o controle externo dos órgãos de previdência tem sido cada dia mais exigente. “A cada dia que passa os órgãos de controle externo exigem mais profissionalização dos dirigentes dos regimes próprios e melhoria contínua na gestão dos institutos de previdência”, afirmou. E destacou que isso gera ganho para as instituições e garantia para os segurados. E para avaliar a qualidade administrativa destes órgãos foi criado o ISP – Índice de Situação Previdenciária, que foi instituído pela Portaria MF nº 01, de 03 de janeiro de 2017, para que fossem avaliados os aspectos relacionados à transparência e gestão, situação financeira e atuarial do regime próprio de previdência, completou Heli Maia.

E Itaúna conseguiu a nota “A” nos principais critérios que são a Regularidade, Suficiência Financeira, Acumulação de Recursos, Cobertura Previdenciária e Atuária. O IMP de Itaúna só não obteve a classificação máxima em dois quesitos: Envio tempestivo de Informações e Gestão. No segundo item, não havia como conseguir a nota máxima, alega o dirigente, pois o IMP de Itaúna não tem a estrutura necessária para alcançar o maior nível de classificação. E, mesmo com cinco notas “A” e duas “B”, a classificação geral para o instituto ficou em “B”. Para Heli Maia, fechar os quesitos na nota máxima é uma busca que deve ser contínua, garantindo assim o melhor nível possível para o IMP de Itaúna.

Compartilhe esta notícia