TENSÃO NA SAÚDE - Alto índice de contaminação de Covid causa apreensão

Por Publicado em:14/01/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 86

Unidades de saúde do município já foram atingidas e nas duas próximas semanas só acontecerão atendimentos considerados de urgência nesses locais

A Prefeitura emitiu comunicado à população informando que nas próximas duas semanas as unidades de saúde do município vão atuar somente nos casos considerados de urgência, remarcando os casos mais simples. O problema é que a onda de Covid-19 está atingindo fortemente os profissionais da área da saúde e já está causando problemas na Secretaria de Saúde, devido ao alto número de funcionários que têm que se afastar devido ao contágio.
Falando à FOLHA na tarde de ontem, sexta-feira, 14, o secretário de Saúde, Fernando Meira, afirmou que cerca de 15% a 20% dos profissionais do setor já foram atingidos por esta nova onda da Covid, provocando assim um alto índice de absenteísmo, que é a ausência do trabalho por parte dos funcionários. Conforme o secretário, “médicos, enfermeiros, têm se afastado do serviço por terem sido contaminados, o que ocorre principalmente com o pessoal que está na frente de combate à Covid-19”. Conforme a avaliação do secretário dos índices percentuais, seriam algo em torno de 100 a 140 profissionais afastados.

Fernando Meira disse que o fato ocorre também em outros setores da administração, com aumento do índice de infecção, porém na área da Saúde é mais acentuado, até porque os profissionais atuam no atendimento às pessoas contaminadas. O secretário lembrou ainda da fala do secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti, de que Minas deverá vivenciar um dos piores momentos de contágio por Covid nos próximos dias e que o resultado final só será atenuado devido ao alto índice de imunização.
Ainda conforme o secretário, também no Hospital está ocorrendo problemas de sobrecarga de atendimento e aumento de contágio no meio dos profissionais da área médica. Pede que as pessoas aumentem os cuidados, com uso de máscara, álcool em gel e não aglomeração, além de buscar a imunização para aqueles que têm fases do ciclo imunizatório a cumprir.

Compartilhe esta notícia