DESORGANIZAÇÃO - Fila, desinformação e riscos de infecção

Por Publicado em:14/01/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 106

Prefeitura anuncia vacinação sem cadastro para 1.056 e quase duas mil vão à Policlínica, gerando problemas e reclamações

Em comunicado publicado pela Prefeitura, no início da semana, foi informado que estariam sendo aplicadas a Dose 1 (D1) e Dose 2 (D2), além da dose de reforço para quem já houvesse completado o prazo necessário, na sexta-feira, 14, na Policlínica “Dr. Ovídio”. O horário agendado foi das 8 às 10 horas, porém, às 8h15 já havia informação para as pessoas que estavam na fila que “a vacina já acabou”. Segundo o comunicado, tinha sido liberado um total de 1.056 doses do imunizante da Pfizer. Ainda no comunicado divulgado, constava a informação de que não seria necessário o cadastro prévio, ausência que já provocou confusão em ocasião anterior e que, inclusive falando à FOLHA, o secretário de Saúde afirmou que “os erros seriam corrigidos”.

Não foram. Uma multidão foi para a porta da Policlínica, formando fila que circulou o local, além de um grande número de pessoas ter formado filas em zigue-zague, no pátio do Dr. Ovídio. A reportagem da FOLHA esteve no local, pouco depois de 8h30, e constatou uma grande aglomeração, filas formadas com pessoas muito próximas umas das outras, várias pessoas sem utilizar máscaras ou as utilizando de maneira irregular e muita, muita reclamação. As pessoas cobravam presença de servidores para, além de organizar o atendimento, passar informações às pessoas.
Uma cidadã disse que tinha ouvido a informação de que a vacina havia acabado, porém não foi distribuída senha, por exemplo, e que por este motivo ela continuaria na fila. No geral a reclamação era contra a falta de organização e desrespeito com a população por parte do setor responsável por programar a imunização. “Os funcionários que estão aplicando a vacina, muitas vezes, ouvem o que não precisam, por causa das chefias que não conseguem, ou não sabe, organizar o serviço, mas que recebem por isso”, desabafou um cidadão na fila.

Compartilhe esta notícia