Municipalização 2 - Neider chama Gustavo Mitre “pra briga”

Por Publicado em:30/07/2021 | Atualizado em:29/11/-0001 189

Em vídeo divulgado pela assessoria da Prefeitura, prefeito faz desafio a deputado para “defender proposta do governador”

As eleições para deputados, governador e presidente da República se aproximam, já que devem acontecer em 2022, e os ânimos locais começam a se exaltar, até porque há muito interesse político envolvido. E um tema que parecia ficar no universo de professores e alunos ocupa a seara e, depois de causar quase troca de tapas entre dois vereadores que até então pareciam estar “do mesmo lado” (veja matéria acima), também colocou o prefeito e o deputado na questão. Após a reunião da Câmara ter sido encerrada sem a votação do projeto, depois do entrevero entre Gustavo Dornas e Kaio Guimarães, foi a vez do prefeito Neider gravar vídeo e desafiar o deputado estadual Gustavo Mitre a apoiar a proposta.
Neider abre sua fala apontando a questão da discussão do projeto que, segundo ele, não deveria gerar polêmica, mas que estaria sofrendo restrições por parte dos vereadores ligados ao deputado, dando a entender que existe orientação de Mitre para reprovar o projeto. Em seguida ele fala de benefícios que a aprovação traria, como recursos para o Município, inclusive repasse de verbas, como já informado em audiências públicas pelo secretário de Educação. Ao final ele fez um desafio ao deputado, convocando-a a apoiar a proposta.
Em tom considerado agressivo por alguns, Neider afirma que o deputado diz que é representante de Itaúna e que, como tal, deve apoiar os interesses da cidade. Fala ainda que Gustavo Mitre é vice-líder do governador na Assembleia e que deveria apoiar a proposta, que é do governador, de municipalizar as escolas conforme já informado. Conclui dizendo que os itaunenses devem ficar atentos (nos votos dos vereadores ligados ao deputado), pois o projeto deve ser colocado em votação na próxima semana.
No linguajar popular, Neider chamou Gustavo “pra briga”. Na opinião de analistas, Gustavo não encara, já que “faz tipo de bom moço”. Os próximos dias vão mostrar se tem briga ou se a paz será costurada pela turma do “deixa disso”. Nas redes sociais já surgiram opiniões de apoio ao prefeito e também ao deputado. E se Gustavo não aceitar a briga pública, como acreditam, o embate vai se desenrolar nos bastidores das redes sociais, com certeza.

Compartilhe esta notícia