Marlene Joias

TRANSPORTE COLETIVO - Três acidentes no mês acionam alerta

Por Publicado em:31/10/2019 | Atualizado em:31/10/2019 441

O primeiro acidente com ônibus da empresa de transporte coletivo de Itaúna no mês de outubro aconteceu no dia 4, uma sexta-feira, quando o coletivo bateu em uma caminhonete Amarok, no Bairro Leonane. O acidente aconteceu na Rua Orozimbo Melo, esquina com Rua Maria Alzira. Dois dias depois, em 6 de outubro, um domingo, novo acidente com ônibus da Autotrans. Desta feita a batida aconteceu na Rua Antônio Corradi, no Bairro das Graças, quando foram envolvidos um Pálio e um Marea. No dia 12, noite de sábado, outro ônibus colidiu com um carro, no Bairro São Geraldo, em frente à quadra esportiva daquele bairro.

Em comum o fato de os acidentes acontecerem em finais de semana ou no período noturno, quando os motoristas são responsáveis também pela cobrança das passagens, o que pode estar diminuindo a atenção ao volante.

Além dos acidentes, várias são as reclamações que chegam à redação, diariamente, em relação ao comportamento dos motoristas de ônibus ao transitarem pelas ruas da cidade. Paradas irregulares nos pontos, quando os ônibus interceptam a passagem dos demais veículos ou tiram a visão dos outros motoristas, ao se colocarem no meio das pistas. Também o excesso de velocidade é outro problema apontado. Ainda, o “avanço” que os ônibus cometem ao atravessar a Avenida Jove Soares, interceptando as pistas, provocando riscos de acidentes, o que pode estar ocorrendo devido ao tempo que é estipulado para cada viagem. Também os constantes atrasos nos itinerários são apontados.

Na capital do Estado, Belo Horizonte, pesquisa informa que em 10 meses foram aplicadas 1.005 multas por excesso de velocidade nos ônibus e que já foram cometidas neste mesmo período nada menos do que 4.326 infrações no trânsito por estes veículos. Os números apresentam mais de três multas por dia, cometida com os ônibus, no trânsito da capital, por excesso de velocidade.

O índice é muito alto, tanto na capital, em relação às multas, quanto em Itaúna, no que se refere aos acidentes e reclamações, conforme especialistas de trânsito. E alertam que é necessário estudo para detectar os motivos, além de tomada de medidas por parte das autoridades, para evitar danos maiores.

Última modificação em Quinta, 31 Outubro 2019 15:23

Compartilhe esta notícia