TRÂNSITO - Semáforos são adequados após coleta de dados

Por Publicado em:29/11/2019 | Atualizado em:29/11/2019 274

Com a instalação de 10 controladores semafóricos, com capacidade de operação em modo inteligente, em semáforos da Avenida Jove Soares, ocorreram reclamações de motoristas e até mesmo pedestres em relação ao tempo de mudança na situação de trânsito, o que estaria causando engarrafamentos na avenida. A reportagem da FOLHA entrou em contato com o Departamento Municipal de Transporte e Trânsito – DMTT e obteve a informação de que o funcionamento estava sendo experimental nos primeiros 15 dias. Conforme a explicação do gerente do setor, Audrey Juliano Ferreira Leite, nesses 15 dias foram coletados dados de origem e destino, para que fosse feita a adaptação do tempo de ciclo nos semáforos, de acordo com a demanda do cruzamento. 

“Durante 15 dias foram coletados dados e amostragens e, posteriormente a essa coleta, o sistema de inteligência do banco de dados foi implantado e criada a onda verde, com a adaptação dos ciclos e adequação da velocidade na via Jove Soares, regulamentada em 40 km/h, e regulando as defasagens”, disse Audrey. Explicou ainda o gerente de Trânsito da Prefeitura que “toda implantação demanda tempo, e estamos mudando a estrutura em uma das principais vias da cidade, o que precisa de um tempo para funcionar completamente”. Concluiu pedindo “um pouco de paciência, até a finalização dos trabalhos”. 

Na ocasião, Audrey aproveitou para informar que o serviço de fiscalização do DMTT já identificou 51 veículos em situação irregular estacionados nas vias da cidade e que, desses, 30 foram recolhidos. Esses veículos, além de estarem em situação irregular, muitas vezes servem de esconderijo para malfeitores, também como ponto de infestação de insetos, como o mosquito transmissor da dengue, e de proliferação de doenças.

Última modificação em Sexta, 29 Novembro 2019 16:22

Compartilhe esta notícia