ECONOMIA - Dívida da Prefeitura em quase R$ 80 milhões

Por Publicado em:14/02/2020 | Atualizado em:14/02/2020 282
O novo prédio da prefeitura, em andamento, consumiu muito mais recursos do que o arrecadado com a venda do antigo O novo prédio da prefeitura, em andamento, consumiu muito mais recursos do que o arrecadado com a venda do antigo

O ano de 2019 fechou com R$ 54 milhões. Empréstimos aprovados na Câmara, de R$ 23 milhões, podem elevar o valor em cerca de 50%

No próximo dia 28 de fevereiro, uma sexta-feira, após o Carnaval, acontecerá a audiência pública convocada pela Secretaria de Finanças da Prefeitura para apresentar os dados referentes à economia do município relativo ao terceiro quadriênio de 2019. Os números apresentarão a situação econômica do município relativos aos meses de setembro a dezembro do ano passado, com o fechamento do ano.

Em levantamento realizado pela reportagem da FOLHA, foi apurado que a dívida do município totaliza quase R$ 54 milhões, somando-se a dívida fundada e os restos a pagar. Quando assumiu a Prefeitura, a atual administração recebeu uma dívida total de R$ 38.500.000,00, conforme dados já divulgados pela FOLHA, sendo que R$ 23,5 milhões se referiam à dívida fundada (a longo prazo) e R$ 15 milhões de restos a pagar. Na época a administração anterior afirmava que havia deixado recursos para quitar os restos a pagar e que não poderiam ser considerados dívida os R$ 15 milhões.

Em três anos (2017 a 2019), portanto, a dívida global da Prefeitura passou para R$ 53,7 milhões, com um aumento de mais de R$ 15 milhões, o que representa quase 50% a mais do que foi apurado em 31 de dezembro de 2016. São mais de R$ 5 milhões de dívidas acumuladas a cada um dos três anos da atual administração. Mas a situação pode piorar caso os R$ 23 milhões de empréstimos autorizados pela Câmara sejam tomados. Assim, somando-se aos R$ 54 milhões, a dívida pode chegar a R$ 77 milhões, isso se não for mantido o crescimento verificado nos anos anteriores, de cerca de R$ 5 milhões ao ano. Se mantiver essa performance, a dívida da Prefeitura pode fechar 2020 em R$ 83 milhões.

Considerando-se a folha de pagamentos do município, que, com o reajuste de 4,48% concedido neste ano, ultrapassa os R$ 10 milhões por mês, o município terá o comprometimento de nada menos do que 8 meses de salário dos servidores, em dívidas a serem quitadas. Parte desta dívida está parcelada a longo prazo, certamente. Mas, conforme analistas econômicos, pode comprometer o fechamento do caixa neste ano, que, teoricamente, não pode passar com restos a pagar, já que é ano de conclusão de mandato.

Por este prisma, a Prefeitura de Itaúna, mesmo com aumento de arrecadação previsto, terá de apertar ainda mais “o cinto” e economizar para que o prefeito não tenha problemas na passagem do comando, caso não se reeleja (se for candidato à reeleição). Isso em ano eleitoral...

Última modificação em Sexta, 14 Fevereiro 2020 10:37

Compartilhe esta notícia


Warning: preg_match(): Unknown modifier '/' in /home/storage/d/52/6b/folhapovoitauna1/public_html/plugins/system/cache/cache.php on line 217