VENEZUELANOS - Comunidade busca vagas para empregar refugiados

Por Publicado em:23/07/2019 | Atualizado em:29/11/-0001 161

Conforme publicado pela edição impressa da FOLHA na última sexta-feira, a Comunidade Bom Pastor abrigou 24 refugiados, dentre homens, mulheres e crianças, na última semana. Após a recepção e oferta de abrigo aos mesmos, a busca agora é por vagas de trabalho para os refugiados e, para informar aos empresários que possam querer contratá-los, divulga nome, idade, escolaridade, profissão e tempo de experiência, conforme abaixo:

 

- Yulimar Ramirez Marques, 32 anos, técnico em informática, Assistente Administrativo, 8 anos de experiência;

- Yossi Alejandro Suniaga Rojas, 31 anos, técnico em informática, Recursos Humanos, 4/1 anos de experiência;

- José Antônio Acosta Moyéstones, 22 anos, 5º período de Contábeis, Assistente contábil, 1,6 ano de experiência;

- Rosianny Nazareth Rodulfo Machado, 24 anos, técnica em informática, Atenção a Cliente, 4/1 anos de experiência;

- Luís Henrique Rada Martins, 28 anos, Adm. Superior, Controle de Cobrança, 4/1 anos de experiência;

- Migdalis Del Carmem, 27 anos, ensino básico, vendedora, 2 anos de experiência;

- Jeferson Alexandre Tejera Andrade, 25 anos, técnico Agronomia, Serigrafia (estamparia), 5 anos de experiência;

-Angerlyn Taís Ramirez Ramirez, 27 anos, téc. Sup. Administração, Secretária Administrativa, 2 anos de experiência;

- Luís Javier Echerria Moya, 31 anos, ensino básico, Vigia, Pedreiro, Pintor, 15 anos de experiência;

- Rosimelys Carolina, Espinoza Santaella, 36 anos, 3º ano, Cozinheira, 20 anos de experiência;

- Jesus Celestino Hernane, 55 anos, 5º ano, Soldador, 40 anos de experiência;

- Francisco Antônio Gonzales Rodrigues, 26 anos, bacharel em Ciências, Operador de Máquinas Pesadas, 2 anos de experiência;

- Júlio Cezar Ochoa Toro, 42 anos, 3º ano, Açougueiro, Repositor, 15 anos de experiência;

- Bruno Antônio Fernau Larez, 51anos. Técnico de eletricidade, Manutenção Elétrica em Circuito de Tevê, 25 anos de experiência.

Os interessados em oferecer oportunidade de emprego aos refugiados venezuelanos podem entrar em contato com a Comunidade Bom Pastor, na Rua Treze de Maio, 979, Bairro Piedade, ou pelo telefone 37-3243-5092.

 

Compartilhe esta notícia