Coluna Atlético

Existem coisas que acontecem no Clube Atlético Mineiro que deixam os milhares de torcedores sem saber se os diretores entendem mesmo de direção de um clube de futebol. Esta última de sábado passado, de afastar o Guga do jogo de domingo só pelo fato do jogador ter elogiado o Flamengo, é o fim da picada no meio esportivo. Puniram o jogador, o clube e os torcedores, embora o jogador não seja nenhuma obra prima. E o resultado dessa burrice veio no dia seguinte, ao perdermos para o chará do Paraná por 1X0. Com isso, não tiramos o pé do perigo da Z4 que ainda está vivo no Galo. Faltando quatro rodadas para o fim do Brasileirão, acho que Atlético, Botafogo, Ceará, Ipiranga, Fluminense e CSA correm sério risco, findada a 34° rodada. Falando agora sobre a atuação dos nossos “cracos” galistas no jogo de domingo, vejo que o Cleiton falhou no gol, pois nem esforçou gesto de defesa, 6; Patric, ataca o tempo todo, mas nada de útil, 6; O Maidana foi bem, aliás, devia ser titular com o Igor Rabelo, 7; Leonardo Silva, fez errado ao tirar a bola, cabeceando para a frente da área, dando a chance do adversário chutar, 5; Fábio Santos, 6; José Welisson, razoável, 6; Otero, aceitável, 6; Geuvânio, muito ruim, 5; Luam, ficou devendo, 5; Vinícius, entrou, jogou e ninguém viu, 5; Cazares, vinha bem, mas o treinador errou, substituindo-o, 7; Bruninho, entrou no jogo e nada fez, 5; Marquinho, foi apenas regular, 6; Di Santo, só aproveitou o nome, 5; Wagner Mancini, um zero à esquerda. 

Na quarta-feira, 27 de novembro de 2019, fomos à Bahia enfrentar o tricolor baiano e, num jogo muito ruim, saimos de lá com um empate, depois de estar vencendo por 1x0. Apesar do time não convencer, jogamos para o gasto. O empate não resolveu a nossa situação e ainda corremos o risco do rebaixamento, pequeno, mas ainda existe. A verdade é que fizemos um campeonato medíocre e tivemos um ano improdutivo, não ganhamos nada. Muito ruim mesmo. Neste final de semana, recebemos o Corinthians no Mineirão e não podemos nem pensar em perder, pois, se isso acontecer, podemos afirmar que a vaca caminha rápido para o brejo (sic). 

Segunda-feira, dia 2 de dezembro, é aniversário do Mestre Guarcy de Castro Nogueira, que hoje mora lá no céu. Jeremias 3,9: “E com sua ardente luxuria, maculou a terra, adulterando-se com a pedra e com a madeira”. Shalon!

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe esta notícia