Uma vida em segredo

Por Publicado em:08/05/2020 | Atualizado em:29/11/-0001 176

Uma vida em segredo fala da prima Biela. Menina moça criada na fazenda do Fundão, jamais vira outra coisa a não ser a fazenda e a vida rural.
Primo Juvêncio morreu, deixou a fazenda no Fundão, um mundão de terra boa, tanto de cultura como de pasto, e sua única filha órfã de mãe e agora de pai. Matreira, parece mais um bicho do mato. Mas antes de morrer deixou tudo arrumado encarregou Conrado, o primo, de cuidar da fazenda e ser o tutor de prima Biela.

Conrado mora na cidade, está casado com Constança e tem uma casa cheia de filhos. Constança acha que a prima Biela deveria vir morar com eles na cidade, afinal é da família. Enquanto Conrado toca a fazenda, a prima pode muito bem ir se acostumando com a vida da cidade e não pega bem deixá-la lá na roça, “cê num acha, Conrado?”. A essa pergunta Conrado não queria responder, pensava melhor deixar a prima lá mesmo no meio do mato, porque nunca tinha vindo na cidade e para ele era meio pancada, roceira demais. Talvez bom seria enviá-la às freiras do convento, com o que definitivamente Constança não admitia, achava uma ruindade fazer tal coisa.

Constança sabe como dobrar Conrado, é só ir plantando a ideia na cabeça dura dele e comendo pelas beiradas até ele decidir que o melhor é mesmo trazer a prima para morar na cidade.
Pois é! Quebrada essa resistência matuta de Conrado, não é que ele foi buscar a prima lá no Fundão e a criançada da casa ficou que não se aguentava mais esperar por Biela. A curiosidade era tanta que as meninas só queriam ver com que roupas a prima rica... sim, Biela era rica, a fazenda valia uma fortuna e as plantações de café mesmo arruinadas ainda produziam o bastante para dar uma boa renda e agora nas mãos de Conrado iriam produzir uma enormidade e enricá-la ainda mais, por isso para as meninas ela ia chegar vestida como uma princesa, já para os meninos isso pouco importava, queriam de fato era saber se ela era bonita, vistosa e se viria montada num cavalo como de seu pai, que mandou selar a besta gaúcha, o melhor animal de sela da Fazenda do Quebra.

Mazília, Gilda, Fernanda, Alfeu e Silvino toda hora iam à janela para ver se a prima havia chegado e de vez em quando a própria Constança chegava para ver se já vinham vindo. A chegada só se deu lá pela tardinha. O pai vinha na Frente. E logo atrás Biela e as meninas, ao vê-la, ficaram meio desiludidas, a figura miúda, socada que vinha encilhada no cavalo pampa, debaixo de uma sombrinha vermelha desbotada.

Cansados da caminhada de muitas léguas, o primo tentou ajudá-la a descer do cavalo, mas ela não permitiu e de um salto desceu da sela ajeitando a saia de chitão amarrotada, depois verificou os bostões da blusa e finalmente ajeitou os cabelos empoeirados que se soltaram do coque. Em momento algum ergueu o olhar para as meninas e Constança na janela.

Biela é o que diz o nome do livro, que não podia ser mais apropriado, porque a prima é uma vida em segredo. Ela é reclusa, introspectiva, acostumada a viver com seus pensamentos e nunca os exteriorizar, é antissocial, mas não é deprimida, gosta da solidão e se acostumou a ela.
Tem um caráter marcante e uma autenticidade própria, porque não negocia seus valores e suas escolhas. Não se sente da família, apesar do esforço de todos, exceto Alfeu, de quem não gosta, esse menino dos diabos. Gosta da terra, da vida do campo, das pessoas simples a quem dedica sua atenção e considera como seus iguais, portanto, com o passar do tempo, deixa de comer à mesa para se afundar na cozinha e ficar entre os serviçais, sua família de fato e de escolha.

Esta novela do escritor mineiro Autran Dourado é uma raridade. Fiquei deveras abestalhado com a leitura dessa obra, tanto que li de uma sentada, comecei e só larguei quando terminei, vi passar diante de mim uma personagem singular com quem pude partilhar seu mundo interior. Para aqueles que gostam de uma obra psicológica eis aí um presente maravilhoso para se degustar.
Convido a todos para participarem do mundo da prima Biela.

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe esta notícia


Warning: preg_match(): Unknown modifier '/' in /home/storage/d/52/6b/folhapovoitauna1/public_html/plugins/system/cache/cache.php on line 217