Soltaram o bufão mentiroso na ONU

Por Publicado em:08/10/2021 | Atualizado em:29/11/-0001 40

É, minha gente! O capitão e seu séquito de aloprados pousou na ONU para, mais uma vez, agora num fórum internacional, continuar a desmoralização do País. Num discurso feito aos arrancos e cheio de mentiras, com aplausos de seus comparsas, comunicou ao mundo que o Brasil é o paraíso na Terra, e que a imagem proclamada pela imprensa nacional e internacional é um amontoado de falsidades!
Na sua “bolha” é que está o Brasil real. Fora dela, a pandemia e 600.000 mortos, 14 milhões de desempregados, a inflação, crise hídrica e política e o País pegando fogo etc. não passam de mentiras de quem só pensa em derrubá-lo. Mas os fatos insistem em desmenti-lo e o mundo ouviu seu discurso patético como um dos mais absurdos delírios proclamados por um cidadão distópico. Continua na sua crença em cloroquina e tratamento precoce. Nesse ponto afirma que segue “O PRESIDENTE DO CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA”, um velho puxa-saco do capitão, que envergonha a classe médica, dizendo que cabe ao médico o sagrado direito de prescrever medicamentos, mas esquece de dizer que devem fazê-lo respeitando os parâmetros estabelecidos pela ciência e não por ocasionais crendices! Esse doutor ocupará seu lugar no lixo da história.
Continua também pondo em dúvida a ação das vacinas e outras imbecilidades próprias de seu cérebro degenerado. E para completar, na sua comitiva, começaram a explodir testes positivos para a Covid-19, inclusive no ministro da Saúde, aquele moleque do dedo médio.
Sempre me pergunto como o Brasil foi cair nas mãos desta corja. É uma experiência horrível, mas teve a sua utilidade, como qualquer porcaria tem a sua. E qual foi a única utilidade deste governo? Foi que milhões de brasileiros e brasileiras, aparentemente pacíficos, “que falam em nome de Deus e defendem a família”, se revelaram intolerantes, não aceitando divergências e propondo pura e simplesmente a eliminação dos contrários. Civilização não é só saber ler, escrever e usar o garfo e a faca para comer! Civilidade é um processo lento e progressivo, exigindo grande esforço e aprendizado. E sempre melhora o ser humano.
Voltando ao Brasil, o capitão resolve dar uma entrevista à revista Veja. O que disse o mito? Ora, que não vai ter golpe. Beleza, parece que lhe caiu a ficha, depois de várias tentativas ultimando com o 7 de Setembro, quando as instituições lhe enfiaram goela abaixo a realidade que ele sempre recusou a acreditar. Nessa entrevista, além das mentiras habituais, disse coisas sem sentido, próprias de sua cabeça destrambelhada. Claro que ele voltará à carga, talvez vá esquecer de golpes e urnas eletrônicas, mas continua e continuará atacando as vacinas. É um aleijado mental e nada o conterá. Continuará a ser o capitão de sempre, que claudicará até as próximas eleições, se não cair antes, quando então deverá ser enterrado no cemitério das nulidades, junto com o deletério lulopetismo. E numa tomada de consciência cívica, que a maioria do povo brasileiro possa escolher outra alternativa que nos leve a ser um país realmente sério.

P.S. 1: A primeira-dama Michelle vacinou-se nos EUA. Pergunto: quem desacredita e desmoraliza o Brasil no exterior? Parece que os “patriotas” do Pátria Amada Brasil estão se saindo muito bem nessa tarefa. Cambada de hipócritas!

P.S. 2: Num discurso em que o capitão comemora 1.000 dias de um governo que vem trabalhando incessantemente para a destruição do País, dando satisfação aos seus fanáticos, explicou as razões da impossibilidade de golpe: as forças armadas não obedeceriam a uma ação contra o que reza a Constituição!!! Só agora, depois de dois anos e oito meses de pregação golpista, ele entendeu que é impossível. Não que alguns militares não quisessem, mas não podem.

Eu, aqui no meu canto, no interiorzão de Minas, venho falando dessa impossibilidade há anos! Mas o capitão, que por 28 anos frequentou a Câmara dos Deputados, compondo a ala mais obscura dela, não aprendeu nada. Lá sua preocupação era xingar as mulheres e minorias, além, é claro, de tratar com o Queiroz do esquema das rachadinhas! Caiu como uma peste indesejada na presidência e deu no que deu.

P.S. 3: Epa! E o Paulo Guedes e o Roberto Campos Neto? Apanhados com contas em offshore em paraísos fiscais...

José Simonini Filho

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe esta notícia