Alvará Digital - Sistema começou a funcionar na sexta-feira em Itaúna

Por Publicado em:02/03/2019 | Atualizado em:29/11/-0001 145

Proposta é proporcionar agilidade e economia na prestação de serviços ao público

Foi apresentada à comunidade no auditório da Associação dos Contabilistas de Itaúna (Aconita), na segunda-feira, 25, a plataforma do Alvará Digital, implantado pela Prefeitura de Itaúna. Participaram do evento de apresentação da plataforma o prefeito Neider Moreira; a presidente da Aconita, Fabiana Xavier; o secretário de Finanças, Warlei Eustáquio de Souza; o superintendente regional da Fazenda, Eduardo da Silva Mendonça; o vice-presidente da Câmara, Hudson Bernardes; a chefe da agência local da Administração Fazendária, Marina Coutinho Rodrigues; servidores municipais, contabilistas e público em geral.

A presidente da Aconita afirmou na ocasião que “esta instituição trabalha em parceria com o poder público e os laços estão cada vez mais estreitos. O que nós queremos é garantir as melhores condições para o ambiente de negócios. E com o Alvará Digital conseguiremos mais agilidade e segurança nos processos”, afirmou. O prefeito Neider Moreira destacou que, apesar das dificuldades, principalmente devido à retenção dos repasses constitucionais pelo Estado, “Itaúna caminha rumo ao progresso. Estamos avançando, buscamos meios de facilitar a vida dos empreendedores e de atrair empresas e, consequentemente, gerar emprego e renda. O Alvará Digital é mais um resultado desse trabalho e certamente trará muitas conquistas”, disse.

De acordo com o secretário Warlei Eustáquio, “o processo eletrônico gera vários benefícios, como a extinção do uso de papel, com redução significativa dos gastos; o ganho de espaço físico, uma vez que não será mais preciso empilhar pastas de documentos; e a otimização, visto que o sistema informatizado permitirá uma busca eficiente de cada processo. Outra vantagem é a redução do prazo para a abertura de empresas”. Conforme a assessoria da Prefeitura, “a partir da informatização, será possível, por exemplo, solicitar um alvará de funcionamento, retirar a guia do Imposto Predial e Territorial Urbano - IPTU - e, no caso de empresas, até mesmo a Certidão Negativa de Débitos - CND municipal. As medidas previstas economizarão tempo do contribuinte e ainda o acompanhamento de todos os passos da solicitação, de forma célere e transparente, pela internet”.

Compartilhe esta notícia