Preservação - Apaqueanas ajudam a manter viva a história do TJMG

Por Publicado em:21/11/2020 | Atualizado em:20/11/2020 85

Mulheres que estão cumprindo pena na APAC de Belo Horizonte vão ajudar a manter viva a história do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. São 17 apaqueanas que fizeram, na terça-feira, 17, treinamento para aprender a preparar para a digitalização dos documentos que fazem parte do arquivo permanente da instituição. A coordenadora do do Arquivo Permanente do TJ (Coarpe), Sônia Santos, falou sobre a importância dos documentos e de sua preservação e ensinou as recuperandas a fazer a higienização do material, por meio da remoção de grampos, clipes, ferrugem, manchas e insetos presentes no papel. “Um trabalho que exige muita calma, paciência e atenção”, ressaltou.
Conforme a gerente de Arquivo e Gestão Documental da Segunda Instância, de Documentos Eletrônicos e Permanentes (Gedoc), Simone Meirelles Chaves, as recuperandas vão realizar o trabalho na própria Apac. “Será uma tarefa diária, em dois turnos, e todo o serviço será acompanhado pela equipe do TJ”. O Arquivo Permanente do TJMG contém itens do final do século XVIII, do século XIX e das primeiras décadas do século XX, provenientes de diversas comarcas mineiras. O documento mais antigo identificado no arquivo é de 1780. São livros de tombo (registro), atas de julgamentos do Tribunal do Júri, termos de compromisso e responsabilidade de tutores e curadores, sentenças, testamentos e inventários, que, segundo a coordenadora Sônia Santos, ajudam a reconstituir a história do Judiciário mineiro e da sociedade como um todo.

Última modificação em Sexta, 20 Novembro 2020 17:47

Compartilhe esta notícia


Warning: preg_match(): Unknown modifier '/' in /home/storage/d/52/6b/folhapovoitauna1/public_html/plugins/system/cache/cache.php on line 217