EMPREGO - Itaúna tem saldo positivo de 111 novas vagas

Por Publicado em:10/06/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 73
EMPREGO - Itaúna tem saldo positivo de 111 novas vagas Foto: reprodução/CAGED

Em 2022 já são 1.117 novos empregos gerados no município

O CAGED – Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, do Governo Federal, divulgou os números referentes ao mês de abril deste ano, no início deste mês de junho, mostrando que Itaúna continua apresentando saldo positivo na criação de novos empregos. Foram 111 novas vagas criadas, sendo 77 na construção civil, 56 no setor de serviços e 23 no setor de comércio. Porém, ocorreram 41 demissões no setor da indústria e mais 4 no ramo agropecuário, o que gerou o saldo de 111 novas vagas.

No ano de 2022 já foram geradas 1.117 novos empregos em Itaúna, sendo 228 em janeiro, 331 em fevereiro, 447 em março e as recentes 111 em abril. Porém uma distorção em relação ao número de vagas ofertadas e o quantitativo da população registrada por sexo permanece. Das 111 novas vagas, 95 foram para o público masculino e 16 para o público feminino, sendo que a população local é majoritariamente feminina, conforme dados do último censo. As mulheres continuam tendo poucas oportunidades.
Outro detalhe a ser anotado em relação à geração de vagas é o crescimento das oportunidades no setor de serviços. Em Itaúna o setor só perde em novas vagas geradas para a construção civil, porém os números de Minas Gerais e do Brasil, num todo, mostram este crescimento. Em Minas, das 20.059 novas vagas criadas, 11.446 foram no setor de serviços, deixando a segunda colocação para a indústria, que empregou 3.326 pessoas. No Brasil foram geradas 196.966 novas vagas, sendo que 117.007 foram no setor de serviços e, em segundo lugar o setor de comércio gerou novos 29.261 empregos.

Mais um detalhe que deve ser observado é que o setor agropecuário, que está sempre demonstrando crescimento em relação ao PIB e que mantém o lado positivo da balança comercial brasileira, gera poucas vagas. No Brasil o saldo desse setor foi negativo, com 1.021 demissões. Em Itaúna, também, registrou 4 demissões.

Compartilhe esta notícia