Embriagado, homem bate em motos e tenta agredir policial

Por Publicado em:08/11/2019 | Atualizado em:08/11/2019 212

Uma colisão sem vítimas foi registrada na tarde do domingo, 3, na Avenida Manoel da Custódia, no Bairro Novo Horizonte. Duas motocicletas que estavam estacionadas próximo a um bar foram atingidas por uma caminhonete S10 que realizava uma manobra de marcha a ré. O motorista da caminhonete apresentava sinais de embriaguez, recusou soprar o bafómetro, tentou fugir e ainda agrediu o policial no decorrer do registro da ocorrência.

Segundo consta no B.O., Everaldo de Souza Pereira, de 41 anos, proprietário da motocicleta Honda CG 150, placa HND-9846, e Josias Ademir Marra, de 43 anos, proprietário da motocicleta Honda CG 150, placa OQF-5385, estacionaram seus veículos em frente a um bar localizado na referida avenida, e em determinado momento o motorista da caminhonete fez uma manobra de marcha a ré, atingindo as duas motocicletas, derrubando-as e danificando-as. Após a colisão, o motorista da S10, Elzimar da Silva, de 50 anos, acabou se exaltando, causando confusão com os motociclistas.

Quando os militares chegaram ao local, Elzimar alegou que a caminhonete estava estacionada e que, ao procurar um documento dentro do veículo, acabou pisando sem querer na embreagem, o que fez com que o veículo entrasse em movimento e batesse nas motocicletas. Porém, foi constatado que Elzimar apresentava sinais de embriaguez, com forte odor etílico, andar cambaleante, fala desconexa e olhos avermelhados.

Quando questionado se havia consumido bebidas alcoólicas, respondeu que sim, mas não relatou qual e nem a quantidade. Elzimar foi levado para a Delegacia de Polícia Civil e por apresentar estar tranquilo, estava sem algemas. Porém, em determinado momento, tentou fugir da Delegacia, sendo alcançado por um dos militares. Neste momento, Elzimar tentou se esquivar e agrediu o policial com socos e chutes, tendo de ser contido e em seguida algemado.

No decorrer dos registros na delegacia, o homem reclamava de um corte na boca, motivo pelo qual foi levado ao Hospital Manoel Gonçalves. A embriaguez foi constatada pelo médico que prestou atendimento ao detido. Não contente com toda confusão já causada, passou a fazer ameaças de morte a um dos militares. Elzimar foi preso em flagrante por embriaguez ao volante, mas foi liberado após pagar fiança no valor de R$ 1 mil.

A caminhonete foi entregue para um motorista indicado pelo proprietário do veículo.

Última modificação em Sexta, 08 Novembro 2019 16:35

Compartilhe esta notícia