Professora de Betim é encontrada morta em Itaúna

Por Publicado em:22/09/2020 | Atualizado em:23/09/2020 524

Marido é principal suspeito. Corpo foi encontrado em matagal próximo ao Modal, divisa de Itaúna e Mateus Leme

No início da tarde de segunda-feira, 21, uma mulher foi encontrada, muito ferida e jogada em um matagal próximo ao Modal, na divisa de Itaúna e Mateus Leme.
Dois homens notificaram a polícia após encontrar a mulher, bastante ferida. Militares do Corpo de Bombeiros estiveram no local e encaminharam a vítima para o Hospital Manoel Gonçalves, onde ela já chegou sem vida.
Nos primeiros levantamentos foi constatado que ela foi atingida com um tiro na cabeça, amordaçada e jogada no local onde foi encontrada pelos dois homens.

A mulher morava em Betim, onde trabalhava como professora. Ela saiu de casa por volta de 6 horas, em seu veículo, conforme os primeiros levantamentos, para fazer caminhada, como era seu costume.
O marido, que saiu cerca de 30 minutos antes dela ainda não havia sido localizado, o que levanta a suspeita de ele ter sido o autor do crime. O veículo da professora também não havia sido localizado.
Conforme a perícia inicial, ela pode ter sido atingida pelo tiro em outro local e levada para ser ‘descartada’ no matagal onde foi encontrada, para dificultar as investigações.
A mulher foi identificada como sendo Edilene Brito e Oliveira, de 43 anos.

Última modificação em Quarta, 23 Setembro 2020 14:16

Compartilhe esta notícia