“CARONA SINISTRA” - Alexandre Campos reassume mandato e presidência

Por Publicado em:20/12/2019 | Atualizado em:20/12/2019 648

Suplente ficou apenas um dia no cargo. Decisão liminar do TJMG tem data de quarta-feira, 18 de dezembro

Após entender que “não foi delimitado o período de tal suspensão e também não foi indicado fato concreto e objetivo de que o paciente estaria dificultando as investigações, exercendo ameaças ou coagindo testemunhas, contexto que autoriza que seja assegurado o exercício do mandato eletivo junto à Câmara”, o desembargador Doorgal de Andrada concedeu em liminar a reintegração do vereador Alexandre Campos ao mandato de vereador e à presidência da Câmara. A decisão foi assinada no dia 18 de dezembro, quarta-feira, apenas um dia após o suplente Joselito Gonçalves Morais ter sido empossado no cargo, para substituir Alexandre. Na decisão o desembargador afirma que “não vejo estarem presentes os motivos legais para a aplicação da medida cautelar de afastamento do paciente de suas funções, sendo, in casu, suficiente a aplicação de medida cautelar prevista no artigo 319, inciso III, do CPP”.

Para que o vereador reassumisse suas funções, inclusive o posto de presidente da Mesa Diretora da Câmara, o Legislativo foi comunicado pelo Judiciário e Alexandre Campos voltou a despachar no prédio da Rua Getúlio Vargas ainda na quinta-feira, 19. A reportagem tentou ouvir Alexandre Campos, porém sua assessoria informou que ele não falaria à imprensa neste momento. Durante toda amanhã de sexta-feira, 20, ele se reuniu com assessores no prédio do Legislativo e as informações não oficiais são de que retornaria ao local no período da tarde, mas que não cumpriria agenda de atendimento externo.

Alexandre Campos, conforme já divulgado pela FOLHA, foi afastado do cargo de vereador e da Presidência do Legislativo na operação do MP denominada “Carona Sinistra”, que aponta irregularidades na contratação da agência de publicidade P&L, de propriedade da jornalista Luciene Alves, responsável pelo jornal S’Passo, também envolvido na operação junto com a FOLHA. A operação do MP aconteceu na manhã da terça-feira, 10 de dezembro, e Alexandre Campos foi afastado de suas funções por 9 dias, reassumindo o posto no décimo dia.

MP ainda não foi comunicado oficialmente

A reportagem da FOLHA apurou que a comunicação oficial da liminar conseguida pelos advogados de Alexandre Campos só chegou à Câmara às 18 horas de quinta-feira e que, por este motivo, até o início da tarde desta sexta-feira, 20, a Casa ainda não tinha se manifestado oficialmente. Também o Ministério Público – MP não havia sido comunicado oficialmente até o início da tarde de ontem, sexta-feira. Somente após esta comunicação é que decidiria quais caminhos tomar. Na próxima semana terá o feriado de Natal, na quarta-feira. Na semana seguinte, novo feriado, o de Ano Novo, também na quarta. Após, acontece o recesso forense e também o recesso do Legislativo, assim as expectativas são de que qualquer alteração neste quadro só ocorra a partir de fevereiro.

A última reunião da Câmara, que teria sido antecipada para a quinta-feira, 19, segundo informações colhidas pela reportagem, teria sido adiada para a quinta-feira, 26. Temas polêmicos, como a análise da revisão do Plano Diretor, estão na pauta desta reunião, o que pode gerar ainda mais polêmica e, segundo analistas, a melhor saída seria “deixar as coisas se assentarem” e voltar à ativa somente após o recesso. Com isso, a questão da revisão do Plano Diretor pode gerar novos problemas. O final de ano no meio político deve ser “movimentado”, apostam os observadores.

Última modificação em Sexta, 20 Dezembro 2019 17:45

Compartilhe esta notícia


Warning: preg_match(): Unknown modifier '/' in /home/storage/d/52/6b/folhapovoitauna1/public_html/plugins/system/cache/cache.php on line 217