Câmara rejeita CPI contra presidente

Por Publicado em:07/02/2020 | Atualizado em:07/02/2020 155

Pedido foi feito pelo suplente Joselito Gonçalves de Morais, que assumiu a vaga por uma reunião em 2019

O suplente de vereador Joselito Gonçalves Morais, primeiro suplente do MDB, pediu a instalação de CPI na Câmara, visando apurar a denúncia do MP que culminou com a suspensão do vereador-presidente da Mesa, Alexandre Campos, por cerca de um mês, no final do ano passado. A denúncia do Ministério Público – MP, intitulada Carona Sinistra, acusa o presidente da Câmara de improbidade ao contratar a agência de publicidade Original P&L, da diretora do Jornal Spasso, Luciene Alves, por adesão à ata.

O pedido de CPI foi lido e colocado em votação do plenário, tendo sido rejeitada por 7 votos, maioria simples, contra 5 votos favoráveis e três abstenções.

Após a leitura da denúncia, o vereador Alexandre Campos fez longa defesa de sua posição, o que foi questionado pela vereadora Otacília Barbosa, sob a alegação de que aquele não era o momento adequado. Em seguida foi feita a votação e o pedido foi rejeitado, sob vaias dos presentes na plateia.

Última modificação em Sexta, 07 Fevereiro 2020 19:19

Compartilhe esta notícia