Êta Brasil “Véio” sem “Portera”!

Por Publicado em:20/05/2022 | Atualizado em:29/11/-0001 143

No texto anterior houve um erro de revisão, onde se lê ONU, é OTAN. A Ucrânia, desde sempre, faz parte da ONU.

Falando da Ucrânia, vou dar meu pitaco no assunto baseado nas notícias correntes. Com a tomada do poder da Rússia por Putin e seus asseclas, ele vem afirmando que a maior tragédia do século XX foi o esfacelamento da União Soviética (e olhem que tivemos no século XX duas guerras mundiais sanguinárias e a epidemia da gripe espanhola, que matou 50 milhões de pessoas). Ele nunca escondeu o seu sonho de reconstrução da URSS. Provou isso na tomada da Criméia, na intervenção na Geórgia e agora na Ucrânia. Ora, o Zelensky, se tivesse alguma noção da política expansionista de Putin e ser um país mais fraco, não poderia desafiar a Rússia, como fez. O “galo garnizé desafiou o urso”, e deu no que deu. Zelensky achou que envolveria a OTAN em sua defesa, entrando na guerra! Ora, a OTAN jamais faria isso, pois seria a terceira guerra mundial. E o mais importante, os países ricos querem mesmo é vender armas e não enfiar seus soldados numa guerra. Sem o Afeganistão para vender suas armas, agora apareceu a Ucrânia. E o complexo industrial militar das grandes potências agradece penhoradamente! Biden está propondo uma “ajuda” de mais de 32 bilhões de dólares à Ucrânia, sendo 20 bilhões para a compra de armas, 8 bilhões para reconstrução do país e 4 bilhões para ajuda humanitária, canhão tem prioridade. As consequências das atitudes de Zelensky estão aí, mais de 4 milhões de refugiados, milhares de civis mortos e o país destruído. E o Zelensky posando de herói e o mundo aplaudindo! Realmente o mundo enlouqueceu.

Voltamos ao Brasil e as últimas bolsonarices:

1 – No dia 19 de abril, Dia do Exército, na solenidade comemorativa da data, com a presença do alto comando militar e do presidente do STF, Luiz Fux (o presidente do senado, Rodrigo Pacheco, e o da Câmara, Artur Lira, não compareceram, apesar de convidados). Bolsonaro, em seu discurso, voltou a desancar as urnas eletrônicas e as eleições. Após seu desvairado pronunciamento, foi aplaudido, inclusive, por Luiz Fux. Como vemos, estamos vivendo momentos perigosos. O presidente, ao deslumbrar sua possível derrota eleitoral, está incontrolável. Vamos ver como as forças armadas reagem.
2 – A primeira-dama Michele fez uma visita à Câmara dos Deputados, e num “pronunciamento” descontrolado caiu de joelhos, misturando, na sua fala, Deus, o diabo e a política. Foi uma cena patética! Esse pessoal, realmente, não tem senso do ridículo, que, pelo que parece, é um valor para a turma.
3 – Em outro pronunciamento do capitão desvairado, ele sugeriu que as forças armadas façam uma apuração paralela das eleições, e que seu partido, o PL (aquele do ínclito Valdemar da Costa Neto), vai contratar uma firma particular para conferir o resultado das eleições. Ouvir pronunciamentos de um imbecil é perda de tempo, mas o general Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, ministro da Defesa, insiste na atuação das forças armadas na apuração eleitoral! Os caras não sabem nem qual é a sua função estabelecida pela Constituição! Ora, se eles têm as armas, acham que têm o poder! O capitão acha que, por ser o presidente e comandante das forças armadas, pode falar o que quiser em seu nome. As eleições estão próximas, vamos aguardar os acontecimentos. Os generais empijamados, encastelados no governo, ganhando salários abusivos, apoiam o capitão, falam pelos cotovelos, mas não têm canhão! Acontece, porém, que a única obra do “governo” Bolsonaro foi na reforma da previdência, manter os privilégios da corporação.
4 – O ministro Luiz Fachin, presidente do STE, deu um chega pra lá no capitão! Disse em alto e bom som que quem comanda o processo eleitoral no Brasil são as FORÇAS DESARMADAS e não as forças armadas. O capitão sentiu o golpe e, num “angelical” e hipócrita pronunciamento, perguntou quem é que está desacreditando as eleições. O homem desanca as urnas eletrônicas e as eleições 24 horas por dia e cinicamente pergunta quem está fazendo isso?! E no Brasil, milhões de crédulos (pessoas que acreditam no que não veem e não acreditam no que veem) o acompanham cegamente.
5 – No dia 12 último, numa solenidade de formatura de oficiais da Polícia Militar, o capitão voltou a exibir seu abjeto caráter. Defendendo a tal da EXCLUDÊNCIA DE ILICITUDE (quando a polícia mata em ação e fica livre de qualquer processo), ataca indiretamente o STF, dizendo que hoje em dia os delinquentes usam togas. É incrível que um indivíduo desta estatura ocupe o mais alto cargo da República! É o fundo do poço, com alçapão, é claro.
6 – O caso Daniel Silveira. Como pode um governo chafurdar no pântano a ponto de um presidente, com um decreto, perdoar um facínora como esse? O cara foi expulso da polícia do Rio de Janeiro! Vejam bem, expulso da polícia do Rio de Janeiro, aquela em cujo coronel/comandante estava envolvido no assassinato da juíza em São Gonçalo. Silveira é um delinquente provado e comprovado, pois bem, esse indivíduo, por obra e graça de um presidente desmiolado, provoca uma crise institucional entre o Executivo e o Judiciário! É o alçapão do fundo do poço!!!! Claro que existirão outros.
7 – Depois de quase quatro anos de governo, estamos concluindo que Bolsonaro não é louco! É simplesmente um homicida primitivo, cujo desenvolvimento estacionou na Idade da Pedra. Seu cérebro não evoluiu! Ele é daquela espécie que devora o fígado do inimigo, se conseguir matá-lo. Claro que ele não faz isso, porque descobriu que pão de sal com leite condensado tem melhor sabor.

Avalie este item
(0 votos)

Compartilhe esta notícia